STF QUER APREENDER O CELULAR DO PRESIDENTE DA REPUBLICA

O STJ assumiu de vez a guerra contra Bolsonaro. Instalou-se no poder Judiciário uma militância descarada de seus membros.
São guerrilheiros desesperados para derrubar um presidente que não cometeu crime algum.

O pedido absurdo de Celso de Melo, indica que até agora nada foi comprovado, referente as acusações feitas por Moro, que por sinal, não teve o celular apreendido e nem está sendo obrigado a comprovar as acusações levianas que fez contra o Presidente da Republica.

Enquanto isso o sigilo dos celulares dos advogados do criminoso Adelio Bispo continua protegido pelo mesmo STF.

Bolsonaro acabou com a corrupção no Brasil, e isso não agradou políticos e os ministros do supremo que, por seus conchavos pregressos com políticos corruptos, ainda hoje desejam a volta da velha politica para que continuem roubando os cofres públicos.

Com a esquerda no poder, eles podem “mamar” nas tetas do governo, sem que o povo fique sabendo por um bom tempo, pois, a maioria da mídia brasileira também é esquerdista e corrupta. Assim todos podem ser defendidos por seu iguais.

Este pedido extravagante, digamos, do decano indica que até agora nada foi comprovado das acusações descabidas de Moro Macunaíma, que não teve o celular
apreendido e nem está sendo obrigado a comprovar as acusações que fez ao JN da #globolixo – desmentidas até pelo ex-diretor geral da PF.
O desespero é o maior inimigo da Prudência.
Enquanto isso o sigilo dos celulares dos advogados do criminoso Adelio Bispo continua protegido pelo mesmo STF.

Comente com Facebook